Seguidores

Google+ Followers

sábado, 25 de setembro de 2010

CARTA DO PAPA JOÃO PAULO II

 www.images.google.com





João Paulo II 
Carta Apostólica do Santo Padre por ocasião do 1700° aniversário do Batismo do Povo Armênio





Armênia. Maria, Mãe da Luz

5. A palavra "Iluminador", com a qual é designado São Gregório, realça, muito bem, sua dupla função na história da conversão do vosso povo. De fato, "iluminação" é a palavra tradicional na linguagem cristã, para indicar que, mediante o Batismo, o discípulo, chamado das trevas por Deus, para viver a sua admirável luz (cf. 1 Pd 2, 9), é inundado pelo esplendor de Cristo "luz do mundo" (Jo 8, 12). N'Ele, o cristão encontra o profundo significado da sua vocação e da sua missão no mundo.

Mas a palavra "iluminação", na acepção armênia, enriquece-se de um ulterior significado, porque também indica a difusão da cultura através do ensinamento, confiado em particular aos monges-mestres, continuadores da pregação evangélica de São Gregório. Como evidencia o historiador Koriun, a evangelização da Armênia levou consigo a vitória sobre a ignorância.

9. O meu pensamento se dirige para a "Mãe da Luz, Maria, a Virgem santa que gerou, segundo a carne, a Luz que provém do Pai, e se tornou o alvorecer do Sol de justiça". (Catholicos, Isaac III, Hino para a festa da Santa Cruz). Venerada com profundo afeto com o título de Astvazazin (Mãe de Deus), ela está presente em todos os momentos da atormentada história daquele povo.

A ela se dirigem os fiéis com confiança, para solicitar sua intercessão junto ao Filho: "Templo da Luz sem manchas, tálamo inefável do Verbo, tu, que destruíste a triste maldição da mãe Eva, implora ao teu Filho Unigênito, que nos reconciliou com o Pai, para que nos prive de qualquer perturbação e conceda a paz às nossas almas"!


UM MINUTO COM MARIA




Nenhum comentário:

Postar um comentário